A 3M usa cookies neste site. Os provedores de serviços deste site e os selecionados pela 3M instalam cookies contendo arquivos de texto no seu computador para reconhecer o computador e:

  • ● Personalizar sua experiência em sites da 3M.

  • ● Exibir anúncios de seu interesse.

  • ● Coletar informações estatísticas anônimas para aprimorar a funcionalidade e o desempenho do site.

Saiba os benefícios de aceitar estes cookies

Os sites da 3M usam cookies para oferecer suporte:

  • ● 'Lembre-me' - que permite você fazer login em visitas repetidas, usando um login seguro.

  • ● Salvando as suas escolhas anteriores e dando recomendações para produtos e serviços 3M de seu interesse.

  • ● Garantindo para você os recursos de compartilhar páginas e publicar comentários.

Você pode alterar as configurações dos seus cookies a qualquer momento, clicando em Preferências de cookies.

Alguns opt-outs podem falhar devido às configurações de cookies do seu navegador. Se você quiser configurar preferências de opt-out usando esta ferramenta, precisa permitir cookies de terceiros na configuração do seu navegador.

Ao clicar em Aceitar e Prosseguir, você confirma que entendeu as configurações de cookies e concorda com elas, conforme indicado à esquerda.

3M Inovação | inspiração, ideias, criatividade

Inovação

Aprenda > Profissionais Inovadores > Dúvidas

Em que fase da Curva de Maturidade da inovação minha empresa está?

Enviado por José Carlos.

Olá,

As experiências bem e mal sucedidas assessorando a gestão de empresas com ambição inovadora nos permitiram propor um modelo inicial baseado no Octogono da Inovação para entender qual o estágio de maturidade da empresa frente ao tema.

Analise da Situação Atual

O primeiro passo de quem assume uma função de alta gestão é fazer um diagnóstico das capacidades, portifolio e resultados das atividades de inovação da empresa.

De forma mais específica sugerimos:

  1. Avaliação da Estratégia e Ambiente de Negócios: O primeiro passo é compreender a dinâmica do setor de atuação da empresa e seu posicionamento estratégico. Esse entendimento proverá condições de avaliar qual a intensidade e tamanho dos investimentos em inovação e também que tipos de inovação devem ser enfatizadas.
    Como fazer: Analise os documentos do planejamento estratégico existentes; converse com membros da direção; visite suas principais operações; analise relatórios setoriais de bancos de investimento, corretoras, consultorias e associações especializadas.
     
  2. Análise de Equipe e Estrutura: Identifique qual o modelo de governança e gestão de projetos a empresa está utilizando. As ações inovadoras “rodam” junto com o dia a dia ou há uma estrutura específica? Há uma estrutura de governança que dissemina, integra, avalia, prioriza e apoia as iniciativas? Quem são os principais executivos envolvidos com o tema?
    Como fazer: Identifique onde a inovação está presente no organograma da empresa, a quem se reporta e qual sua estrutura. Entreviste gestores ou membros de times de projetos inovadores na empresa. Mapeie quem são os inovadores da organização.
     
  3. Avaliação do Portifolio de Projetos: Avalie o portifolio atual de projetos em andamento e seu alinhamento com a estratégia de negócios da empresa. Há um equilíbrio de risco x retorno no portifolio? Quais projetos precisam ser descontinuados e quais devem ser priorizados?  Esse mapeamento facilitará a alocação de recursos, possibilitará a seleção de alguns projetos de curto prazo que possam gerar resultados em menor tempo sem deixar de priorizar os potenciais projetos de inovação radical.
    Como fazer: Identifique e classifique os projetos de potencial inovador existentes em função do tipo de inovação, nível de risco, fase de desenvolvimento e potencial retorno. Coloque isso numa matriz para facilitar a visualização. Converse com os gestores dos principais projetos. Discuta as principais restrições existentes.
     
  4. Análise do Ambiente Organizacional: O estágio seguinte é avaliar o ambiente organizacional, cultura, incentivos, comprometimento das lideranças e capacitação das pessoas para inovar.
    Como fazer: Mapeie pesquisas de clima organizacional já realizadas. Converse com as pessoas da linha de frente. Entreviste gestores de projetos que tiveram sucesso e aqueles que não tiveram continuidade. Com o gestor de recursos humanos conheça os mecanismos de remuneração, reconhecimento e avaliação de desempenho individual existentes na organização e a presença da inovação em tais instrumentos.
     
  5. Análise do Processo de Inovação: O entendimento de como a empresa busca, identifica, qualifica, testa e executa novas oportunidades é o passo seguinte. Quem participa? Como é o mecanismo de engajamento? Há momentos presenciais de debate do tema? Há templates, critérios e atividades a serem performadas em cada fase? A empresa usa tecnologia da informação para otimizar esse processo?
    Como fazer: Analise se existe um processo formal e critérios de avaliação de potenciais projetos. Converse com que não teve seu projeto aprovado. Compreenda como a empresa articula a participação dos envolvidos. Se existir um “mercado de ideias” interno avalie a plataforma de TI utilizada. Se existirem eventos e momentos presenciais destinados a inovação busque os resultados das ultimas iniciativas. Simule a proposição de um  projeto para conhecer o funcionamento real do sistema e não aquilo que está no papel.
     
  6. Análise da Inovação Aberta: O foco central de toda inovação é gerar e capturar valor para quem inova. Isso parte do entendimento das necessidades que o cliente tem e reconhece mas também aquelas que ele tem mas não reconhece. As empresas tem uma enormidade de contatos com seus clientes mas poucos insights são transformados em inovação. Entenda como a empresa utiliza esses contatos para fins de inovação. Quais as formas de incorporar clientes, parceiros e fornecedores para inovar? Quais as técnicas de pesquisa utilizadas para compreender o cliente?
    Como fazer: Entreviste aqueles que se relacionam diretamente com os clientes. Avalie o quanto estão instrumentalizados para capturar e dar encaminhamento de insights dos clientes. Com o departamento de marketing compreenda como são feitas as pesquisas de mercado para novos produtos e negócios.
     
  7. Análise da Alocação de Recursos: Sem recursos financeiros não há desenvolvimento de projetos. Identifique qual a origem dos recursos para novas oportunidades. Como a empresa aloca o capital? Há uso de recursos de terceiros? Um intraempreendedor conseguiria recursos para testar uma nova ideia incipiente ainda sem mercado definido e dimensionado?
    Como fazer: Identifique o nível de investimento em inovação sobre a receita. Compare com seus benchmarks e com empresas inovadoras. Consolide ganhos de incentivos fiscais e créditos com condições favoráveis utilizados para inovar. Compreenda a quem um potencial inovador tem que se dirigir para acessar recursos iniciais para projetos inovadores e como os projetos são avaliados.
     
  8. Avaliação de Resultados: Feitas as análises acima é necessário identificar os resultados que as iniciativas de inovação tem gerado para a empresa. Qual o último blockbuster? Quanto os novos produtos representam da receita atual? Quais inovações do setor foram introduzidas pela empresa nos últimos anos? Quanto da avaliação de mercado da empresa baseia-se em expectativas de ganhos futuros dependentes de inovações?
    Como fazer: Levante indicadores existentes relacionados com o processo, ambiente e produto da inovação. Monte novos indicadores. Analise o retorno do investimento em inovação nos últimos anos. Compare o atual portifolio da empresa com seus concorrentes.

     Na prática, o trabalho resume-se a coletar informações, fazer análises, ter contato com o campo e viver a realidade do sistema de inovação da empresa. Pode ser realizado por uma equipe interna ou com apoio especializado.

    O importante é compreender com profundidade a dinâmica de inovação de seu setor, sua estratégia de negócios, atuais projetos inovadores e mecanismos internos para inovar sistematicamente.

Acesse: https://www.facebook.com/innoscience/app_251458316228

Até a próxima inovação.

Veja Também

X

Faça seu login

Para acessar essa área, é necessário fazer seu login. Se você ainda não se cadastrou no portal 3M Inovação, você pode fazê-lo clicando no botão abaixo.

Login com redes sociais

Login com E-mail

Ainda não sou cadastrado

Cadastre-se agora

Comentários

Junte-se à discussão com os aprendizes desta lição.

Ordenar por:
Fernando Noronha Experiência: 9350 Ranking: 41º
excelente !
Paulo Roberto Laranjeira Experiência: 55 Ranking: 1253º
Quando a equipe não está pronta para inovar ou a empresa não consegue dar conta da demanda de inovação, um contrato de cooperação empresa e universidade é um excelente caminho. A Toyota tem um acordo com a Universidade Tsukuda no Japão, onde a multidisciplinaridade da universidade permite avaliar uma demanda para um produto, incluindo previsões para 5, 10, 15 e 30 anos.
Luiz Antonio Belletti Rodrigues Experiência: 18455 Ranking: 5º
É preciso sempre conhecer o estágio da empresa para que o processo seja feito de forma segura.
Admin Experiência: 625 Ranking: 546º
Obrigado pelo comentário, Luiz! Sua participação é muito importante!
Mauro Oya Experiência: 18885 Ranking: 4º
Neste caso consultoria externa ajuda???
Admin Experiência: 625 Ranking: 546º
Ajudaria a fazer essa avaliação com um olhar mais assertivo, caso a pessoa não tenha tanta visão, Mauro!
Rubens Mendonça Experiência: 9305 Ranking: 42º
Maximiliano, existe um cronograma para definir prazos para cada uma das etapas? Um arquivo do Project, por exemplo, ou uma planilha? Pois grande parte dos profissionais que desejam aprofundamento em inovação têm também uma carga de diversas outras tarefas paralelas - ou mais prioritárias, segundo as "recomendações". E o risco nesse caso é que o estudo sobre a maturidade fique "para quando houver tempo disponível".
RAMIREZ AUGUSTO PESSOA FERNANDES Experiência: 19700 Ranking: 2º
Vai depender dos resultados.
Ery Jardim Experiência: 16045 Ranking: 14º
Três elementos que uma empresa de sucesso têm: Um bom planejamento estratégico, cadeia de valor mapeada com processos maduros e programas de desenvolvimento por ciclos.
Evaldo Bonifacio Experiência: 11535 Ranking: 23º
Realmente inovar não é tarefa simples, as empresas mais inovadora na sua maioria tem por volta de 90 anos e adotou inovação como seu DNA, começar a inovar ou mesmo saber a maturidade como descreve o texto é algo realmente complexo, caso contrario todas as empresas seriam inovadoras, sqn .
Fernando Aurelio Experiência: 19685 Ranking: 3º
Uma empresa tem que trabalhar com projetos que devidamente avaliados e alinhados com a estratégia da empresa, produzem resultados satisfatórios. A inovação sistêmica é fundamental, devidamente alinhado com os mecanismos internos.
Fabio Henrique Zapelão Experiência: 10480 Ranking: 34º
Muito interessante
Carregar mais
Topo
X

Faça seu login

Para acessar essa área, é necessário fazer seu login. Se você ainda não se cadastrou no portal 3M Inovação, você pode fazê-lo clicando no botão abaixo.

Login com redes sociais

Login com Facebook Login com Linkedin

Login com E-mail


Ainda não sou cadastrado

Cadastre-se agora